top of page
LARANJO.png

BLOG

OFICIAL

perfil.png

Você pode entrar ou cadastrar uma conta no botão ao lado para interagir com os posts!

INSS faz alerta contra golpe da prova de vida, confira dicas

A Previdência tem recebido denúncias de que criminosos estão se passando por servidores para obter dados de segurados. A prova de vida está suspensa.


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está alertando a população para que não caia em golpes envolvendo a prova de vida. O órgão recebeu nos últimos meses denúncias de que criminosos estão se passando por servidores e solicitam o envio de dados para evitar um suposto "bloqueio nos pagamentos" do benefício para obter dados pessoais dos beneficiários. O INSS informou que a prova de vida está suspensa até o dia 31 de dezembro deste ano.


A partir do próximo ano, o Instituto vai implementar mudanças no processo, quando passará a ser utilizada a base de dados públicos (incluindo governo federal, estadual e municipal), além de atos como votação nas eleições e vacinação para fazer o procedimento. Apesar da retomada, a realização da prova de vida não será mais uma obrigatoriedade por parte do cidadão, já que passará a ser feita de forma automática e de responsabilidade do próprio INSS.


De olho nas fraudes

Na época presidente do INSS, e hoje ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, durante o lançamento do novo formato da prova de vida em fevereiro deste ano, declarou que a medida tem o objetivo de evitar fraudes no pagamento de benefícios.


“A partir de agora, a obrigação de fazer a prova de vida é nossa, do INSS, com todas as bases de todos os órgãos do governo. Nós faremos a busca dessas bases, tanto no governo federal, estadual e municipal, e também em entidades privadas”, disse.


Atenção nos contatos

Com o objetivo de orientar os beneficiários para que não caiam nos golpes, o INSS recomenda que algumas atitudes sejam tomadas. Por meio de uma publicação no site do próprio instituto, é indicado que o cidadão mantenha os seus dados de contato e endereço residencial atualizados pelo site e aplicativo Meu INSS ou também pelo telefone 135, além de não atender ligações suspeitas que solicitem dados pessoais em nome do órgão.


“O INSS nunca entra em contato direto com a pessoa para solicitar dados, nem pede o envio de fotos de documentos. Caso alguém faça qualquer comunicação pedindo dados ou fotos em nome do INSS, não atenda a solicitação, desligue a ligação e bloqueie o contato. Sempre que o INSS convoca o cidadão para apresentar documentos, essa convocação fica registrada no Meu INSS e pode ser verificada também pelo telefone 135, a pessoa deve utilizar apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir qualquer solicitação”, afirmou a entidade em postagem do seu site.


O órgão declarou ainda que sempre que um beneficiário é convocado para apresentar documentação, isso é feito a partir de um registro na plataforma Meu INSS, podendo ainda ser confirmada pelo telefone 135.


Fonte: Folha de Pernambuco.

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page