top of page
LARANJO.png

BLOG

OFICIAL

perfil.png

Você pode entrar ou cadastrar uma conta no botão ao lado para interagir com os posts!

84% das empresas têm dificuldade para contratar profissionais, diz pesquisa

Pesquisa mostra que a falta de qualificação ainda é um grande desafio para as empresas.


Levantamento feito pela empresa de soluções para recursos humanos Infojobs mostra que 84,1% das empresas entrevistadas estão com mais dificuldade para contratar profissionais do que em anos anteriores à pandemia. Isso pode soar estranho em meio ao desemprego ainda alto no país, mas reflete o aumento da procura por profissionais qualificados.

A pesquisa corrobora esse cenário: 62,6% dos entrevistados destacam que encontrar profissionais qualificados é o maior desafio, seguido por engajar os candidatos nas etapas do processo, com 9,2% dos votos, concluir o processo dentro do prazo (7,6%) e garantir que todos os candidatos recebam feedback (7,3%).

A pesquisa foi realizada pelo Infojobs em novembro, com a participação de 815 profissionais.

As pessoas entrevistadas são de empresas que atuam em diversos segmentos, mas os setores que mais concentram os entrevistados são comércio, TI e administração.

A pesquisa também mostrou que houve um impacto nas seleções devido ao trabalho remoto imposto pela pandemia.

Para os entrevistados, as maiores mudanças foram:

  • o recebimento de currículos, que passou a ser de forma virtual para 31% dos entrevistados;

  • a adequação à LGPD para 17% dos profissionais, já que a lei entrou em vigor durante a pandemia;

  • a realização de vídeo-entrevista (15%), e

  • a utilização de um software de recrutamento e seleção (14%).

De acordo com a pesquisa, o RH gasta mais tempo na triagem de currículos (34,6%), nas entrevistas (23,9%) e atração de candidatos (21,1%).

País vive apagão, diz especialista

De acordo com Ana Paula Prado, CEO do Infojobs, o país vive um apagão de profissionais qualificados em diversos setores, desde a área de tecnologia até a de serviços gerais.

"Isso se deve a um aumento da procura desses talentos que, consequentemente, gerou mais concorrência entre os contratantes. Além disso, há também uma reorganização por parte dos próprios candidatos, que buscaram novas perspectivas profissionais ou tiveram que mudar de área durante a pandemia", aplica.

Segundo a executiva, para driblar esse "apagão", as empresas estão cada vez mais pensando em ações para engajar e atrair profissionais qualificados.

“Atualmente, vemos empresas oferecendo benefícios diferenciados, trabalhando com maior flexibilidade, mudando modelos de trabalho e também sendo responsáveis pela qualificação dos talentos. Isso pode acontecer desde o início da carreira, com profissionais recém-formados, ou com pessoas que estão em período de formação”.

Para os profissionais que estão buscando uma nova oportunidade profissional, Ana Paula ressalta que a qualificação é sempre um diferencial competitivo.

“O ideal é que essas pessoas invistam no desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais, além de buscarem cursos e conteúdos que possam alavancar os seus conhecimentos e a sua carreira.

Inclusive, no último Fórum Econômico Mundial, as habilidades interpessoais continuaram ganhando relevância, como pensamento analítico, inovação, aprendizado contínuo, estratégias de aprendizado e resolução de problemas complexos", afirma.


Fonte: G1.com, por Marta Cavallini.

32 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page