LARANJO.png

BLOG

OFICIAL

perfil.png

Você pode entrar ou cadastrar uma conta no botão ao lado para interagir com os posts!

O 2º maior SUSTO da vida!

Eu acredito que o segundo maior susto que a gente pode ter na vida é acessar a conta bancária e, DO NADA, o extrato estar ZERADO!


Pode parecer exagero falar isso, mas, depois da pandemia (se é que acabou), essas fraudes acontecem cada vez com mais frequência. E sabe quem é o "instrumento" para tudo isso acontecer? O SEU CELULAR! Seja um iPhone, Samsung, LG, Motorola, o que for… Preste atenção no que vou falar nesse e-mail, porque esse conteúdo, certamente, você ainda não ouviu falar. Os bandidos são super treinados para acessar rapidamente a sua conta bancária, quando furtam ou roubam o iPhone, certo? Se o aparelho for furtado/roubado com a tela desbloqueada, aí é que agem em um estalar de dedos.

OBS: Os bandidos descobrem o código de desbloqueio do seu iPhone, em 99% dos casos, ficando por perto para ver você digitar esse código em algum momento. Então já saiba das DUAS DICAS iniciais SUPER IMPORTANTES! Se algum dia o seu iPhone for furtado ou roubado, o que espero que não aconteça, faça isso imediatamente através de outro telefone: ️DICA 01: Ligue para o/a gerente do banco, ou vá na agência, ou ligue na central para mandar CANCELAR o acesso da sua conta bancária através do aplicativo;


️OBS: O telefone da Central de Atendimento do seu banco fica no verso do seu cartão de crédito. DICA 02: Ligue para sua operadora ou vá na loja mais próxima, para fazer um novo chip e assim cancelar o que está no iPhone roubado, para ter logo acesso de volta ao seu número.

OBS: Telefone das operadoras: VIVO (*8486), CLARO (1052), TIM (1056), OI (1057). Essas duas dicas são super importantes e você não tem ideia de como podem evitar um grande problema com as famosas "raspagens" de contas bancárias. Como falei no começo, espero, de verdade, que nem eu, nem você, nem ninguém passe por uma situação dessa, mas, caso aconteça, já saberemos o que fazer para minimizar (e muito) o prejuízo.


Fonte: Entendendo iPhone, por Marília Guimarães.

0 visualização0 comentário