LARANJO.png

BLOG

OFICIAL

perfil.png

Você pode entrar ou cadastrar uma conta no botão ao lado para interagir com os posts!

Glossário do empreendedor: O que é investimento de risco

Conheça a expressão utilizada por quem realiza aportes em negócios com alto potencial de crescimento

Investimento de risco é uma forma de captação de recursos para uma empresa em que um investidor aporta recursos em troca de participação acionária. O investidor tem a expectativa de multiplicar seu capital devido ao crescimento da organização em médio e longo prazo. Ao mesmo tempo, o risco do investidor se torna o mesmo risco do negócio. Se a empresa falir, o investimento é perdido. Investimento de risco é totalmente diferente, por exemplo, de um empréstimo bancário, em que o dinheiro é trocado por uma garantia e o risco é amenizado por meio de juros. Geralmente, as gestoras de capital de risco captam recursos de terceiros, como fundos de pensão, family offices e agências de fomento.

ORIGEM

O termo passou a ser usado no Brasil, ainda de forma incipiente, em meados da década de 1990, após a implementação do Plano Real. A partir de 2005, a prática de investimento de risco ganhou força à medida que o Brasil dava sinais de crescimento constante. Anos antes, em 2003, um relatório do banco Goldman Sachs apontou que o Brasil, ao lado de Rússia, Índia e China (os denominados BRIC), estaria entre as maiores economias do mundo. A expectativa era que o BRIC atingesse um PIB de 15,44 trilhões de dólares em 2050. Alinhado também com a baixa taxa de juros e inflação sob controle da época, o Brasil era um país promissor para o investimento de risco.

QUANDO USAR

O termo investimento de risco pode ser usado para denominar todos os investimentos que uma empresa recebe quando há troca de capital por participação acionária. São exemplos de investimento de risco Angel Money, que geralmente acontece em empresas que estão em fase de teste de conceito e prototipagem de produto e não geram receita; e Venture Capital, aporte em empresas que precisam aprimorar produtos, pessoas e governança corporativa para ganhar escala visando, no futuro, aquisições, expansão em novos mercados e internacionalização. Devido à possível confusão com venture capital (capital de risco em português), a ABVCAP utiliza o termo capital empreendedor para designar investimentos por troca de participação acionária.


Fonte: Diário do Comércio, por Italo Rufino.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo