top of page
LARANJO.png

BLOG

OFICIAL

perfil.png

Você pode entrar ou cadastrar uma conta no botão ao lado para interagir com os posts!

Pequenas e microempresas: saiba como manter o fluxo de caixa saudável

Para os especialistas, a prática é fundamental para diminuir a "taxa de mortalidade" dos pequenos negócios.


Manter o fluxo de caixa saudável é fundamental para a gestão financeira eficiente de uma empresa. Para os especialistas, a prática é fundamental para diminuir a “taxa de mortalidade” dos pequenos negócios.


“O fluxo de caixa é o retrato de como estão as finanças da empresa. O que entra de receita e o que sai precisa estar devidamente registrado, isso é importante para a tomada de decisão estratégica. Se a empresa descuidar do fluxo de caixa, começa a pagar juros e compromete o lucro da empresa. Ter esse controle financeiro é o primeiro passo para manter a empresa saudável”, explica Para Aline Soaper, educadora financeira e idealizadora da Health Money.


Para auxiliar os micros e pequenos empreendedores a preservarem a saúde financeira dos seus negócios, Soaper sugere 5 dicas práticas. São elas:

  1. Registre todas as transações: mantenha um registro detalhado de todas as transações financeiras, incluindo receitas e despesas. Utilize um software de gestão financeira para facilitar o controle;

  2. Planeje orçamentos realistas: desenvolva orçamentos precisos para antecipar as receitas e despesas. Revise e ajuste esses orçamentos regularmente para refletir a realidade atual do negócio;

  3. Controle de estoque eficiente: gerencie seu estoque de forma eficiente para evitar excessos ou faltas. Isso ajuda a manter o equilíbrio entre a oferta e a demanda, evitando custos desnecessários;

  4. Negocie prazos com fornecedores: negocie prazos de pagamento estendidos com fornecedores sempre que possível. Isso proporciona mais tempo para transformar estoque em receitas antes de pagar as contas;

  5. Ofereça incentivos para pagamentos antecipados: incentive seus clientes a pagar antecipadamente oferecendo descontos ou termos de pagamento favoráveis. Isso ajuda a melhorar o fluxo de caixa. Registre todas as transações, negocie prazos com fornecedores, e crie orçamentos realistas. Diversifique suas fontes de receita e esteja preparado para imprevistos com uma reserva de emergência.

Fonte: Correio Braziliense, por Fernanda Strickland.

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page